terça-feira, 20 de maio de 2008

Casamento x Hepatite

Como casamento pode ser tão difícil?? Meu marido foi doar sangue, como ele tem o hábito d fazer d 3 em 3 meses e qdo foi responder o questionário uma das perguntas era: vc tem contato c/ alguém c/ hepatite C? Ele respondeu q sim e assim foi proibido d doar sangue p/ o resto da vida.

Ele sabia disso, foi comigo no hepato e o médico havia dito isso p/ ele. Como tbm disse q todas as coletas são testadas, ou seja, não precisa falar....

Me ligou c/ aquela voz d bunda suja e me disse q saiu desnorteado depois dessa notícia q nem pode visitar a maternidade conforme eu havia pedido.

Ele ficou chateado, traumatizado c/ a informação....Coitado!

E eu qdo soube q realmente estava contaminada?? E o pior: soube há uns 04 meses, no pré-natal do Gabriel.

Ainda vivo c/ o fantasma do risco d infectar meu próprio filho, ou ele acha q vou encarar uma porra d uma cesárea por lazer??

Tento não pensar na doença, nem nos riscos (p/ mim e p/ o bb). Não vou na manicure, separei todos os meus objetos cortantes, estão todos avisados q não se pod encostar no meu sangue e ele fica chateado por não poder doar sangue pq convive comigo....

Ele tem várias qualidades, mas as vezes tenho vontade d afogá-lo na privada. Ele é totalmente sem noção. No mínimo ficou c/ vergonha e sentiu na pele o preconceito...

Preconceito, discriminação. Ele não sabe o q é isso.

Eu já sofri preconceito d todas as formas possíveis: primeiro por ser filha d portadores do vírus HIV em plenos anos 80 qdo ainda se sofria d ignorância sobre a doença (pois é, o preconceito já foi muuuuito pior do q hj), depois por ser orfã (aquele empurra-empurra, da casa d um p/ a cada d outro), depois por ser mãe solteira (apesar d ser oficialmente separada, o meu marido caiu no mundo), enfim, na boa, não quer o meu sangue???? Fica p/ mim.....

4 comentários:

Naira,a mãe do Théo disse...

Sem comentários para vc linda.... Te admiro cada dia mais!!!!
Bijokinhas minhas e do Théo para vc e para o Gabriel

Mamãe Mi disse...

Fica pra mim o sangue!!!Essa é boa!!!Olha...sou, ou melhor fui enfermeira, agora apenas dona de casa, e preconceito referente a tudo que vc mencionou é coisa de ignorantes mesmo e quanto a contaminar o bebê fique tranqüilíssima, sei que deve ser difícil porque na gravidez tudo a gente encana, mas tudo vai ser moleza!!!Bjs mil pra vc!!!

Giovana e Lucca disse...

Amiga, acho que você já sofreu demais com o preconceito. Isso marca a pessoa de forma terrível. Sei que não é fácil, mas procure se tranquilizar e perdoar tanta ignorância junta...é difícil, eu sei!
Daqui a uns dias o baby já vai estar aqui e a alegria vai superar essa mágoa que você está sentindo.
Fique com Deus!

Aline disse...

Reri, ai que raiva! Não do seu marido que parece que pela primeira vez sentiu 1/1000 do que você deve ter sentido quando descobriu a hepatite grávida! Mas da vida, que faz a gente passar por essas coisas desencessárias. Não precisava ter hepatite, não precisava ter hepatite grávida... Mas a vida é assim. Mas ela fica melhor quando a gente consegue dar a volta por cima e ficar bem, mesmo quando ela prega essas peças. E você, pelo pouco que eu conheço, sabe como pouca gente dar a volta por cima!!!

Fica bem!

Beijos.

Aline